Promoção Aéreas » Pontos turísticos » Centro histórico de Paraty: fotos, dicas e pousadas

Centro histórico de Paraty: fotos, dicas e pousadas

A cidade de Paraty,se encontra no estado do Rio de Janeiro e para quem não sabe, além de belas praias ela possui um lindo centro histórico. Leia a matéria a seguir e conheça essa encantadora cidade. E mais, confira dicas e onde se hospedar.

Ao contrário de muitas cidades, a pequena e querida Paraty, que se encontra no estado do Rio de Janeiro, foi planejada. Os engenheiros militares portugueses, que a fizeram, perceberam que ela deveria ser assim, devido a invasão da água em período de maré cheia e também, por causa das chuvas e defesa do local.

Então, eles montaram um plano e definiram, perfeitamente, onde ia ficar as casas, lojas, centro comercial, cadeias e igrejas, para que no futuro não tão distante os habitantes não sofressem com as consequências que poderiam surgir.

Devido a construção planejada, o centro histórico do local é encantador. Ele possui cerca de 31 quarteirões e quatro praças, sendo elas (Bandeira, Santa Rita, Matriz e Rosário). E em suas esquinas, possui três cunhais de pedra lavrada, que formam um triângulo imaginário que é o símbolo maçônico, uma representação de Deus.

A noite costuma ser bem movimentada, por lá.

Centro histórico de Paraty (foto:reprodução)

 

Principais Construções

* Sobrado dos Bonecos: ele foi construído por volta do século XIX e está localizado na Rua do Comércio, logo após o Café Paraty. E o seu nome, advém de estátuas de louça que ficavam na platibanda.

* Casa da Cultura: trata-se de um sobrado que se encontra  na esquina das ruas Samuel Costa e Dona Geralda. Ele foi construído no ano de 1754 e lá por volta do século XX a residência foi utilizado como escola, em seguida como um clube até que em 1990 ele passou ser a Casa da Cultura. Hoje em dia,  é considerado pela Unesco um sobrado representativo da arquitetura do século XVIII.

Por dentro ela possui um acervo de livros e obras e espaço, para palestras e apresentações.

Casa da Cultura (foto: reprodução)

 

* Santa Casa da Misericórdia: ela possui uma história bastante bonita. Conta os historiadores e antigos moradores que a sua primeira pedra foi benzida na Igreja da Matriz em 13 de outubro de 1822, por isso que todo o local seria abençoado. Ela está localizada na margem esquerda do rio Perequê-Açu e mesmo sendo fora do centro histórico, vale a pena, visita-lá.

* Câmara Municipal: se encontra na esquina das ruas do Comércio e Samuel Costa. A sua primeira parte, inferior, foi construída no século XVIII e a superior foi um pouco mais tarde no século XIX. E dentro de seu interior é possível encontrar, móveis e objetos, da antiga loja maçônica.

Ela até hoje é utilizada, da maneira como foi construída.

Câmara Municipal (foto:divulgação)

* Sobrados da Rua do Comércio: se encontra ao fundo da Matriz e em um deles, sendo mais precisamente, no terceiro, funcionava um teatro. Isso, tudo por volta do século XIX.

* Sobrado do Príncipe: está localizado na rua fresca, ele está sempre cercado paineiras imperiais. Ele pertencente à família real.

Pertencente a Família Real.

Sobrado do Príncipe- Foto Divulgação

* Mercado do Peixe: para quem não sabe, esse mercado junto com o de Angra, fornece cerca de 10% de peixe para todo o estado do Rio de Janeiro. Ele fica localizado próximo ao largo da Santa Rita, de frente ao mar.

* Casa na rua da praia: ali, nenhuma casa possui janela e todos eles foram destinados para o comércio e ateliês.

* Igrejas: na cidade de Paraty, possui aproximadamente cerca de quatro igrejas, sendo elas as seguintes.

São apenas quatro Igrejas, para a cidade e seus visitantes, como um todo.

Igrejas de Paraty (foto:divulgação)

 

1° Igreja da Matriz (ou Igreja de Nossa Senhora dos Remédios)

2° Igreja da Santa Rita

3° Igreja de Nossa Senhora das Dores

4° Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

Forte Defensor Perpétuo: foi construído no ano de 1703 e está localizado no morro ao norte. Ele fica cerca de 15 minutos do centro histórico. Ali, encontra-se cerca de  oito canhões, enormes tachos de ferro, uma casa da pólvora e no espaço onde era a cadeia, hoje se tem o alojamento dos soldados.

Quartel da Fortaleza da Patitiba: se encontra ao lado da Igreja da Santa Rita, sua construção possui a data de 1703 e ele sofreu alterações com o passar dos anos, pois já foi considerado a  Fortaleza da Patitiba e lá por volta do século XIX foi reformado e no ano de 1980 começou a ser reutilizado, porém como cadeia.

E além dos locais, já citados é possível encontrar, mais os seguintes:

Museu de Arte Sacra

Centro de Tradições e Artes Populares

Pinacoteca Antônio Marino de Gouveia

Biblioteca Municipal Fábio Villaboim

Pousadas

> Próximo ao centro histórico é possível encontrar as seguintes:

* Aconchego, que está localizada na rua Domingo Gonçalves Abreu, n° 01.

Arte Urquijo, que está localizada na rua  Dona Geralda, n° 79.

* Arte Colonial, que está localizda na rua da Matriz, n° 292.

* Cais, que está localizada na travessa Santa Rita, n° 20.

* Casa Turquesa, que está localizada na rua Doutor Pereira, n° 50.

  Aconselhamos que procure um local para descansar fora do centro histórico, pois ele é bastante movimentado quando a noite chega.

Dicas

As dicas que iremos passar serão básicas, porém de  grande vália. E a primeira vai ser para mulherada! Meninas, não vão conhecer o centro histórico de salto, pois o local possui asfalto de pé de moleque, aquele que pode enganchar o salto e acabar estragando o seu calçado ou causando um acidente como uma torção de tornozelo.

Para quem gosta de leitura, indicamos ir no mês de julho que é quando acontece a Flip- Feira Literária Internacional de Paraty. Mas atenção, se programe e faça sua reserva com antecedência, pois é o período em que as pousadas e hotéis tendem a ficar mais caras. Então, fique ligado!

Ela não é apenas praia, também possui bastante cultura.

Paraty (foto:divulgação)

E mudando de assunto, indo para as belas praias, indicamos que é necessário acordar com disposição, pois para chegar nas mais lindas praias é preciso encarar trilhas no meio do mato ou então, passeios de barco pela baía, que tem de contornar algumas ilhotas. Mas se quer aproveitar algo diferente, pode pegar o sentindo para Pedra Branca e aproveitando a cachoeira, lembrando que este é um local privado.

Enfim, lá também é um ótimo local para visitar  durante o réveillon e carnaval. E para quem quer conseguir valores menores e fugir um pouco da chuva que cai por lá, indicamos os meses de abril e maio.

Receba promoções em primeira mão.

Outras Dicas:


Comentários para: Centro histórico de Paraty: fotos, dicas e pousadas



Google+